,

CREATIVIDADES BLOG (6)

Diferenças entre uma arquitetura monolítica e de microsserviços

Passado, presente e futuro. Arquitetura monolítica vs arquitetura de microsserviços

Em 2009, a Netflix enfrentou grandes desafios de crescimento, uma vez que a sua infra-estrutura monolítica não conseguiu satisfazer a procura dos seus utilizadores em crescimento exponencial.

Então, eles tomaram a decisão de migrar sua plataforma para uma arquitetura de microsserviços, tornando-se uma das primeiras empresas de alto perfil a migrar com sucesso para uma arquitetura de microsserviços baseada em nuvem.

Hoje, a Netflix possui mais de mil microsserviços que gerenciam e dão suporte a partes separadas da plataforma e se tornou responsável por 15% do tráfego mundial de Internet.

Diferenças básicas entre ambas as arquiteturas

Uma arquitetura monolítica consiste no desenvolvimento de software tradicional construído em um único bloco. Neste modelo, todos os componentes estão interligados e implantados como uma única entidade. Uma arquitetura monolítica executa todos os processos como um único serviço, o que significa que se ocorrer um aumento na demanda, toda a arquitetura deverá ser dimensionada, limitando a experimentação e dificultando a implementação de novas ideias.

Em contraste, os microsserviços são uma abordagem arquitetônica que compõe o software em serviços independentes, cada um executando uma única função e se comunicando com os demais por meio de uma interface bem definida. Executando de forma independente, cada serviço pode ser atualizado, modificado ou dimensionado de acordo com as necessidades da demanda.

De acordo com um estudo da Mordor Intelligence, o mercado de microsserviços em nuvem deverá crescer de US$ 1,3 bilhão em 2023 para US$ 3,72 bilhões em 2028, com um CAGR de 22,8%.

Capacidade de inovação

Se você leu nossa seção “Eureka By Calímaco” você viu algumas ideias para melhorar a retenção e participação de seus usuários. Mas… A sua plataforma permite desenvolvê-los?

Implementar estratégias inovadoras e trabalhar na retenção e motivação dos utilizadores do seu casino é essencial para melhorar os KPIs do seu casino. Uma arquitetura de microsserviços permite que novas ideias sejam implementadas de forma ágil, pois se um componente falhar, todo o sistema não fica comprometido. Isto é crucial na indústria dos casinos online, onde um tempo de inatividade no site leva a uma grande perda de receitas e a uma diminuição na confiança do utilizador.

Agilidade nos processos

Os microsserviços promovem uma organização de equipes pequenas e interdependentes que se apropriam dos serviços e são capacitadas para trabalhar de forma independente e rápida, encurtando os tempos do ciclo de desenvolvimento.

Imagine que há um problema com um fornecedor de jogos. Uma arquitetura monolítica implicaria que, para resolvê-lo, todos os computadores teriam que ser afetados, o que tornaria muito os processos mais lentos e multiplicaria as chances de travamentos de sites.

Porém, este mesmo problema com uma arquitetura de microsserviços poderia ser resolvido de forma isolada, rápida e eficaz.

Considerações de segurança

A segurança dos microsserviços é crucial por vários motivos: evita violações de dados, protege a integridade do sistema, apoia a inovação e garante a confiança do cliente.

Ao trabalhar com microsserviços, você reduz o risco de uma violação de segurança afetar todo o sistema. Além disso, permite implementar protocolos de segurança específicos e mais rígidos para serviços críticos, como aqueles que tratam de transações financeiras.

Você conhece o princípio do menor privilégio? Os microsserviços podem ser projetados para operar com o nível mínimo de privilégios necessários para desempenhar sua função, o que limita o escopo do que um invasor pode fazer se conseguir comprometer um serviço. Ao contrário dos sistemas monolíticos, que podem correr maior risco se uma parte do sistema for comprometida, uma vez que operam com um nível de privilégio mais amplo.

Resumo das diferenças: arquitetura monolítica versus arquitetura de microsserviços

Categoría

Arquitetura monolítica

Arquitetura de microsserviços

Projeto

Base de código exclusiva

Componentes de software independentes com funcionalidades autônomas

Desenvolvimento

Mais complexo de manter

Mais fácil de gerenciar e manter ao longo do tempo

Implementação

Todo o aplicativo é implantado como uma única entidade

Cada microsserviço requer uma implantação individual em contêiner

Modificação

Pequenas alterações representam riscos maiores, pois afetam toda a base de código

Fácil de modificar serviços individuais sem afetar todo o aplicativo

Crescimento

Toda a aplicação deve ser dimensionada, mesmo que apenas algumas áreas sofram aumento de demanda

Capacidade de dimensionar microsserviços independentes, economizando custos indiretos de dimensionamento

Fazer download do arquivo